quinta-feira, 6 de abril de 2017

Segredo.06.10


21 comentários:

  1. já ouviste falar de guarda partilhada?
    ou queres ficar "livre" e evitar esse "fardo"?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Percebeu o segredo? Para o autor o fardo é a mulher que usa o filho como "arma" para o prender, ameaçando com a possibilidade de não o deixar ver a criança.

      Eliminar
    2. Ter alguém ao nosso lado contrariado? NUNCA... afinal ainda há mulheres que gostam de servir... sem ser amadas.
      Refaça a sua vida e vai ver que um dia a criança vai querer deixar é a mãe.

      Eliminar
  2. Péssimo!
    Usar uma criança como objeto de chantagem. Ao que o humano chega.

    ResponderEliminar
  3. os filhos estão sempre primeiro. há casamentos que parecem um martírio. sinto muito.

    ResponderEliminar
  4. Isso não existe nenhuma mãe pode fazer isso o tribunal obriga-a a deixar que vejas o teu filho. Está gente a usar os filhos como arma de arremesso. Um dia as mulheres vão perceber finalmente que os filhos não prendem ninguém mais cedo ou mais tarde,quem quiser ir embora vai

    ResponderEliminar
  5. A sério??? Sou mulher, mas acho que certas mulheres são mesmo mesquinhas e baixinhas de espirito. Não é ela que decide, e ela nunca vai poder impedir-te de ver os teus filhos, isso é ILEGAL!! Guarda todas as provas de chantagem,e mostra ao juiz quando passarem a tribunal para saber quem fica com os filhos. Vais ver que a vai acalmar logo, isso não se passa assim! Os juizes ainda por cima adoram essas historias! Não tenhas medo e não deixes essa mulher manipular-te e fazer de ti uma pessoa infeliz!
    Ela não tem que te dar escolha nenhuma, porque o filho NÃO LHE PERTENCE. é dos dois e os dois têm igual direito de o ver e cuidar dele!

    ResponderEliminar
  6. E tu estás a deixar, porque no fundo, falta-te a coragem para saíres de casa.
    Ela usa o filho, mas tu usas o facto dela usar o filho para não sair, pensa bem.
    É como dito acima, pela lei estás protegido, informa-te. NINGUÉM te pode impedir de ver o teu filho.

    ResponderEliminar
  7. Pois ficas a saber que ela não te pode fazer isso... Queres separar-te, separa-te, ela é obrigada a deixar-te ver o teu filho.

    Se ela o tentar penso que haja até a possibilidade de ficares tu com a guarda do miúdo. A não ser que isso não te interesse.

    ResponderEliminar
  8. Ora se é a tua mulher... suponho que vivam juntos e ainda estejam juntos.
    Um filho acarreta responsabilidades e mudanças de vida. Vocês podem ambos sair a dois, a três e até sozinhos desde que haja flexibilidade para tal e que haja alternância de modo a que ambos possam ter tempo livre.
    A tua mulher sai? Quando é que ela tem tempo para ela? Quando é que ficas totalmente sozinho com o teu filho e ela pode ir para a boa vida? É que se a resposta é nunca a única coisa que tenho para te dizer é "cresce e aparece".

    Se a resposta for que ela sai sempre que lhe apetece e tu é que és o que tem de assumir tudo sozinho como se fosses pai solteiro então conversa bem com ela e caso as coisas não mudem eu pensaria num divórcio.

    Mas posso estar a ler mal o segredo só que a mim o que salta à vista por se ver muito é homens egoistas, machistas e completamente alheados da realidade que pensam que um filho é um boneco que tem botão on-off e que quem tem de ter as responsabilidades todas são as mães.
    Se querias sair à vontadinha e não ter responsabilidades na vida não tivesses filhos. Se estiver a ler mal o segredo então peço desculpa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sair significa separar-se.

      Eliminar
    2. Anon das 16.42h é o autor do segredo? É que não faltam pais que consideram que podem manter uma vida de solteiros e desimpedidos mesmo com filhos em casa e as mulheres/mães que se amanhem a tomar conta da criança.

      Se sair significa o divórcio é o tipo de mulher que me enoja mas ele pode sair na mesma da relação e ficar com guarda partilhada ou até com a guarda total. É que se for isso ela está a ser uma péssima mãe.

      Eliminar
    3. Por acaso està mesmo a ler mal.

      Eliminar
    4. Sair de casa significa mesmo ir embora de vez (divórcio) senão teria escrito sair com amigos etc. E não haveria risco nenhum de a mulher o impedir de ver o filho visto que voltaria algumas horas depois para casa

      Para mim exprime mesmo uma saída a longo termo

      Eliminar
    5. Anonimo das 13:58, o autor do segredo quer separar-se e a mulher não deixa e ameaça que se ele a deixar ela o impede d ever o filho...Não é sair para ir para os copos...Acho que está bem claro...

      Eliminar
  9. Como mulher não consigo entender este tipo de comportamentos. É muito triste mesmo.

    ResponderEliminar
  10. As crianças não devem ser usadas nestes conflitos! Muito triste. Depois ficam traumatizadas. enfim! os adultos acabam por ser ainda mais crianças nestes assuntos!

    ResponderEliminar
  11. Isso é a maior filha da putice que se pode fazer, é impossível não ver o sofrimento que vai causar também á criança. É preciso ter estômago.

    ResponderEliminar
  12. Os filhos são quem mais sofre com as separações quando os pais não têm capacidade de serem pais/adultos de bom senso.

    É o usar a parte mais fraca (criança) para coisinhas de caca. Se não se entendem como casal têm de se entender como pais de um ser que nada tem a ver com as divergências dos adultos.

    Se é dificil? É. (Ainda mais a criança, ser imaturo e indefeso, está ali mesmo a jeito). Mas é preciso ter carácter. Não abusar psicológicamente de um ser que não pediu para ser filho. Conversar primeiro entre o casal, depois falar com a criança, sem acusações, sem discussões, explicando, acarinhando, sendo firme do que se quer e do que será melhor para todos.

    Se é preciso engolir sapos? É. Mas haverá algo melhor do que ao longo da vida vermos e sermos olhados pelos nossos filhos como tendo dado o nosso melhor? É que a vida já trás dificuldades bem duras, não criemos crianças que não percebem porque não estão com o pai/mãe. Que carregam culpa que não lhes pertence. Que deixam de poder ser elas próprias porque têm de, sem saber, como agradar a todos, ou pior, escolher a quem agradar.

    Juízo.

    ResponderEliminar