sexta-feira, 21 de abril de 2017

Segredo.21.14


7 comentários:

  1. se te fores, as pessoas não se vão importar com as memórias..
    e tu, ainda menos...

    ResponderEliminar
  2. Compreendo-te.
    Temos coisas só nossas que queremos preservar, mas não deixar para os outros.
    Já estive no lado oposto, ver coisas "pessoais" de alguém que faleceu.
    Custa, mas teve que ser.
    Acredita se ficarem com pessoas que te são queridas, vao respeitar a tua memória.
    Desfruta dos dias em que vives, deixa o futuro remoto, chegar sossegado !

    ResponderEliminar
  3. Depende...há coisas que podemos ter sem querer que nunca ninguém venha a saber. Sugiro uma caixa fechada com instruções para entregar a um destinatário de confiança...até um desconhecido...e o pedido junto de destruir quando receber e sem ver...

    ResponderEliminar
  4. Depende...há coisas tão nossas...momentos que nem depois de mortos desejamos partilhar. Sugiro uma caixa fechada com um destinatário...até pode ser um desconhecido, e uma carta explicando o porquê de lhe enviar e o pedido de destruir sem ver quando receber. A família ou teria apenas instruções para a enviar...ou outra pessoa conhecida que o fizesse...Não me importava de a receber...e destruir e mais pessoas o fariam certamente!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, e quantos conseguiriam realmente não abrir? A curiosidade humana levaria a melhor certamente. E sim, falo também por mim...

      Eliminar
  5. Pode sempre guardar essas memórias num local onde só voce sabe (um fundo falso de um móvel - o espaco que existe entre a última gaveta e o fundo do móvel - , colocar tudo numa caixa e enterrar no jardim.. enfim há inúmeras opcoes.

    ResponderEliminar
  6. A melhor opção será guardar essas memorias apenas para si, desfazer-las em quanto está vivo, e guarda-las apenas no seu pensamento, só assim estarão consigo e apenas consigo para sempre, parece triste, mas a decisão é sua escolher!!!

    ResponderEliminar