quarta-feira, 3 de maio de 2017

Segredo.03.15


23 comentários:

  1. Ninguém prevê este tipo de situações, e é muito importante que perceba que quaisquer dificuldades que está situação traga, serão muito piores para ela do que para você.

    Você não tem culpa, mas ela muito menos! Ela já terá uma sociedade a julga-la, você deve esforçar-se para não ser mais uma independentemente daquilo que aprendeu em relação à homosexualidade ou lhe foi "ensinado".

    Não é vergonha nenhuma, nem motivos para tristezas =) é apenas uma característica da sua filha, que em nada vai alterar a sua vida.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ia escrever isto mas você já o fez. Perfeito.

      Eliminar
  2. É normal. Por mais que não seja o politicamente correcto, há um luto de expectativas sobre a tua filha que tens que fazer. Talvez até aprender a lidar com os teus próprios medos e preconceitos.

    Sê honesto/a contigo mesmo/a.
    Procura ajuda de quem te fizer mais sentido.
    Aceita o que sentes e aprende, com a tua filha e quem vos quer bem, a lidar com tudo isto.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  3. Se é a vida que ela escolheu não se pode desprezar,não se sabe o dia de amanhã.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ninguém escolhe ser hetero ou homossexual.

      Eliminar
  4. A minha irmã é lésbica e tenho muito medo do dia que conte aos meus pais.
    A sociedade ainda está muito "programada" para casais heterossexuais. Um casal lésbico nada tem de anormal, é um casal. Podem casar, ter filhos, etc.

    ResponderEliminar
  5. Confusa e triste porquê? És tu que vais para a cama com os namorados/as namoradas dela?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Porque se idealizam vidas para os filhos e é normal que se fique confuso e triste quando vemos que pode não ser possível esse "plano" concretizar-se. Provavelmente esta mãe pensa que a filha terá de aprender a lidar com uma sociedade ainda muito tacanha, com alguns comentários e discriminação, que terá de ganhar o à-vontade de na rua dar um beijo na boca à namorada, coisa que é tão normal que os namorados hetero façam sem pensarem nisso, etc...Ser homossexual não é nenhuma tragédia nem o fim do mundo mas nos dias de hoje ainda não é encarado da mesma forma que ser heterossexual, e ninguém quer que os filhos tenham de travar mais lutas do que aquelas verdadeiramente necessárias.

      Eliminar
    2. A única coisa que poderia idealizar-se é ser mais complicada seriam os netos. Mas até isso,mesmo sendo hetero basta não querer filhos para se ver a não concretização dessa idealização.

      Eliminar
    3. Não, eu idealizo que ela tenha uma vida feliz, calma, sem ter de lutar muito contra tudo e todos para ser feliz, que se sinta livre para fazer o que quiser sem medo de ouvir comentários mais infelizes...E se a minha for lésbica, tudo bem, mas vou ter mais medo que esta vida que eu gostava que ela tivesse possa ser um pouco mais difícil de alcançar.

      Eliminar
  6. Respostas
    1. Então? Não me diga que vive num buraco e não conhece a inseminação artificial. Ou a adopção.

      Eliminar
  7. Mais importante que a "opção sexual" porque não é uma opção, é o que se sente, é o amor que vos liga desde que ela nasceu. Isso vale tudo! É incondicional.

    ResponderEliminar
  8. A sociadade precisa de abrir a mente, coisas como estas não deviam trazer tanta dor de cabeça para os outros. O fato de a sua filha ser lésbia não tem mal nenhum, até entendia que senti-se medo, medo por causa da sociadade, as coisas maldosas que lhe possam vir a dizer, agora confusa e triste? não ser hetro é normal, tal como o ser.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não, não precisa. Certas ou erradas as pessoas têm o direito de pensar como quiserem. E esta/e mãe/pai tem o direito de estar triste, de não concordar e até de não entender. Chama-se liberdade de expressão. Se deve apoiar?! Sim... afinal é filha.

      Eliminar
  9. O melhor que fazes é mesmo apoiá-la porque mais vale isso do que ela ter um namorado que lhe trate mal e que queira mandar nela como se vê muitos casos por aí... Temos que respeitar a orientação sexual de cada um, o que interessa é que ela se sinta feliz, e de certeza que, como mãe, é isso que deseja para a sua filha, a sua felicidade! Beijinho

    ResponderEliminar
  10. Aceita-o e apoia-a, vais ver que tudo fica bem.

    ResponderEliminar
  11. Só tens de aceitar e perceber se a pessoa com que ela está.. é boa pessoa ou não. Isso é que é importante! :)

    ResponderEliminar
  12. Este espaço poderá ajudá-la a construir uma outra visão. :)

    http://www.amplos.pt/perguntas-frequentes/

    ResponderEliminar
  13. Não percebi. De que modo as preferências sexuais da sua filha podem afectar assim tanto a sua vida? Está com medo que ela faça sexo à sua frente, é isso?
    E se a sua filha estiver feliz, porque razão a senhora não há-de sentir-se feliz também por ela?
    A senhora bem disse que andava confusa....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lamento mas nenhuns pais idealizam que um filho seja homossexual. Por muito boa que a relação seja entre eles

      Eliminar
  14. Eu podia responder-te de outra forma... mas sou lésbica e deixei de falar com os meus pais. Talvez saberes que isso pode acontecer contigo seja suficiente para te fazer pensar.

    ResponderEliminar