quarta-feira, 28 de junho de 2017

Segredo.28.17


28 comentários:

  1. Bingo! Eu faria o mesmo! O dinheiro ajuda mas nunca é a melhor parte de uma relação.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  2. Fez muito bem. Tudo. Parabéns e melhor sorte para a próxima.

    ResponderEliminar
  3. Dizem que o dinheiro não consegue comprar o amor e, por vezes, a curiosidade de saber se isso é verdade pode produzir maus resultados. Quem tem dinheiro acaba por ser escravo e vitima do estigma social provocado em volta dele, e a prova é que para você conseguir chegar até essa "conversa" aposto que deve ter exigido um grande esforço da sua parte. Se terminou com essa mulher, acho que fez bem, só que agora vai deparar-se com um problema suplementar. É que uma relação de amor só funciona na base da confiança e depois de passar por uma situação assim você dificilmente voltará a confiar em alguém. Temo que a sua curiosidade só lhe tenha trazido infelicidade...

    ResponderEliminar
  4. O dinheiro é muito bom e proporciona experiências fantásticas! Mas nunca é o melhor de uma relação. Nunca!

    ResponderEliminar
  5. Fizeste muito bem! Interesseiras não nos interessam. :)

    ResponderEliminar
  6. Vais arranjar alguém que te merece

    ResponderEliminar
  7. Que segredo triste... Acho que devias falar com ela, nem tudo o que parece é! Beijinho *

    ResponderEliminar
  8. Para a próxima não reveles logo que tens dinheiro, só depois de um ou dois meses. Se durar até lá, tens mais a certeza que ficou por ti e não pela carteira.
    Depois quando contares, explicas primeiro essa situação que passaste com a tua ex, e que não contaste por mal, apenas para te protegeres e não sofreres mais! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. What?? Presumo que casa,carro,lifestyle denuncie, ninguém tem nada que falar de contas bancárias

      Eliminar
    2. Dá sempre para esconder, por exemplo pode sempre dizer que está a pagar o carro a crédito, ir a restaurantes mais baratos etc..
      Se ele quiser mesmo dá bem para disfarçar ;)

      Eliminar
  9. A família do meu namorado tem dinheiro e um dos meus maiores medos é que pensem que estou com ele por interesse. Já tive comentários muito desagradáveis de certas pessoas acerca de ele ter a "obrigação" de me oferecer boas prendas ou de oferecer a outrem. Gostaria que esse tipo de pessoas deixassem de pensar nesse tipo de pormenores e vissem a pessoa maravilhosa que ele é. Ele é meu namorado: não é meu pai. Espero que, um dia, encontre alguém que o ame verdadeiramente e incondicionalmente.

    ResponderEliminar
  10. Quero deixar-te um alerta (que podes ou não seguir consoante o que tu quiseres). Eu venho de um ambiente onde existe um bom nível de vida e aquilo que vejo os rapazes/jovens adultos a fazer é a procurar mulheres tipo modelo, aquelas que habitualmente os circundam e querem fazer o seu corpo valer a pena o namoro. Uma espécie de negócio: eles dão o dinheiro e elas o corpo. 99% dessas pessoas que te rondam são interesseiras e tal como a tua ex não gostam de ti, gostam da ideia de estar contigo por tudo o que lhes podes dar.
    O segredo para encontrares alguém que goste de ti por ti é evitares esse tipo de mulheres/raparigas e é veres os sinais e as "red flags" quando elas aparecem (só que vocês muitas vezes andam demasiado tapados).

    O teu segredo faz-me lembrar aquilo que o meu irmão também já passou. O que ele não se estava a aperceber é que não tinha uma namorada mas antes uma prostituta/gold digger.
    Ele aprendeu a não lhes dar prendas caras, a não fazer coisas exóticas com elas e quem estava interessado só no dinheiro desapareceu. Hoje tem uma namorada de longa data que é um amor de pessoa, não tem muitas posses mas também nunca demonstrou ter mais amor ao dinheiro do que a ele, sempre trabalhou, sempre soube poupar e gerir o dinheiro dela e nunca quis que fosse ele a sustentá-la ou a dar-lhe prendas excessivamente caras.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo (12:28),

      Acho que sobretudo é uma questão de sorte...como teve o seu irmão quando conseguiu encontrar esta última namorada que mencionou, que se calhar pode nem sequer amar. Uma pessoa por muito que esteja atenta aos sinais, pode muito bem tomar a opção errada porque, primeiro, onde se vê caras não se vê corações, e em segundo, porque temos a nossa própria natureza que nos leva sempre a procurar um determinado tipo/género de pessoa. E podemos lutar contra tudo menos contra a nossa natureza. Considero que o estigma social criado à volta de pessoas com dinheiro é muito nefasto e isso obriga-as praticamente a ter que procurar/escolher uma parceira ou namorada dentro do seu circulo social.

      Eliminar
  11. Muito bem! No teu lugar dizia-lhe na cara, confrontava e não fazia segredo do que tinha ouvido. Eu também me sentiria como tu mas acima de tudo somos pessoas e não um multibanco!

    ResponderEliminar
  12. Fizeste bem! Se fosse eu ainda lhe teria chamado cabra interesseira... Isto há com cada um...
    (e eu também sou gaja)

    ResponderEliminar
  13. há de tudo! Eu namorei com um riquinho arrogante! Prefiro estar solteira

    ResponderEliminar
  14. Tal como já foi dito, fizeste muito bem. Estar com alguém sobretudo por interesse, não interessa a ninguém. Amor ao dinheiro como prioridade não é amor verdadeiro.
    Segue em frente e tudo de bom para ti.

    ResponderEliminar
  15. Eu dizia. Se não aprender a lição (e os outros saberem quem ela é) vai voltar a repetir a brincadeira com outro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cada qual tem aquilo que merece.

      Eliminar
  16. As mulheres e a luxuria...tão comum! Muitas, para se gabarem às amigas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alguns homens e o dicionário... E ainda se gabam aos amigos...

      Eliminar
  17. Parabéns, dono do segredo! Abriste os olhos a tempo. Felicidades

    ResponderEliminar
  18. Eu teria dito a ela o motivo. Essa gente deve saber o quanto pequenas de espírito são.

    ResponderEliminar
  19. Fizeste muito bem, mas eu dizia-lhe na hora quando a apanhasse em flagrante.(sou mulher)

    ResponderEliminar